Ilhas Tsa

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ilhas Tsa

Mensagem por Iscalis Quo em Dom Jan 31 2016, 18:07

Nome do Lugar: Ilhas Tsa



Amplitude geográfica: Cinco ilhas





Histórico:


Refúgio. A ideia de um abrigo seguro. Foi essa a ideia que trouxe a tempos anteriores os ajargs às Ilhas Tsa. Contam às lendas que os primeiros a descobrirem o arquipélago foi um grupo de avídeos, quando perseguidos pelo povo de Aliank. Eles estavam fugindo há muito tempo, mas em certo momento se viram encurralados pelos perseguidores de costas para o mar. Sobrevoar os inimigos estava fora de cogitação. Já esperavam esse movimento de fuga vindo de uma raça voadora como os ajargs, e possuíam varias unidades de arqueiros, além de aparelhos para abate no ar e outras táticas surpreendentes. Não fora a primeira vez que os fugitivos tinham sido capturados dessa maneira. Sem outra opção, voaram pelo mar rezando encontrar um lugar seguro. Quilômetros ficaram para trás, e eles continuaram seu curso cada vez mais difícil. Começaram a ficar famintos e cansados, lutando contra a insolação e correntes de vento cruéis. Muitos encontraram sua sepultura na área submarina, outros com ataques inesperados de animais alados e aquáticos que nunca viram. Dizem que foi Tsa, a líder do frágil grupo, quem viu uma imagem no horizonte quase desaparecendo. Enquanto iam naquela direção, uma corrente de ar favorável surgiu como que atendendo as preces, os carregando até as ilhas. E assim, o lugar teve nome como homenagem a sua líder. Outras versões dizem que Tsa é uma palavra antiga que significa liberdade.

Encontraram ali abrigo, fosse em cavernas naturais nas rochas escarpadas, fosse nas árvores nos terrenos mais baixos. A fome deixou de ser problema, pois frutas e ervas eram abundantes o bastante para sustentar todos os fugitivos. Mas ajargs nunca foram um povo agricultor, e logo passaram a buscar uma fonte de carne na alimentação. Observando os pássaros marítimos que se alimentavam com rápidos rasantes em águas repletas de peixes, o grupo se inspirou a seguir a mesma ideia. Embora houvesse vida selvagem para ser caçada nas florestas, os tsarianos se adaptaram muito mais à caça submarina, preferindo esta opção para sua alimentação.

Ali encontram dificuldades, mas eles já estavam acostumados às intempéries, e o que para outros eram problemas aceitaram como vantagens. Pouco a pouco as rochas íngremes e pontiagudas banhadas pelo mar revolto se tornou uma colônia, um lar onde nada poderia caçá-los, onde eram eles que mandavam e perseguiam os intrusos. Afinal, a predileção pelas alturas era algo forte para uma raça acostumada a voar, tanto para fugir de perigos do chão quanto para facilitar o voo, além da constante visão privilegiada dos arredores. As cavernas, as fendas rasas e as depressões mínimas nos picos tornaram-se a moradia preferida deles. Os locais mais expostos ganhavam um teto feito de galhos e folhas, enquanto nas cavernas era que os privilegiados tinham mais conforto. Mas isso não era motivo de inveja entre os irmãos. Neste espírito de união e fraternidade que os fez chegar até ali, todos os lares eram compartilhados uns com os outros sempre que preciso. Precisavam estar unidos pois uma hora ou outra Aliank descobriria as Ilhas.

Tsa incentivava o espírito fraternal, às vezes carinhosa, muitas vezes feroz. Ninguém ousava desafiar aquela ajarg. Fisicamente não era impressionante, mas sua simples presença inspirava respeito e temor em todos. Diziam que a viagem havia endurecido ela mais que todos os seus companheiros, que o sol e a água salgada secaram seu coração e acenderam sua revolta. Ela nunca mais fugiria de ninguém, nunca mais seria expulsa da sua casa. As Ilhas seriam o domínio de todos os ajargs que buscassem um lar para morar, um lar para defender.

Nos anos seguintes a história se espalhou através de emissários que Tsa havia enviado para o continente, e os ajargs cada vez mais viajavam para as terras seguras, longe das outras raças. Isto certamente chegou também aos ouvidos dos antigos perseguidores, que agora sabiam que os ajargs tinham sobrevivido e estavam se organizando. Certo dia, foram vistas embarcações alinkianas se aproximando das Ilhas, grandes navios armados cheios de soldados, embora não em numero o bastante para se declarar uma guerra. Queriam intimidar os ajargs com a força bélica. O presunçoso capitão Orlos exigiu a presença de Tsa, para então derramar sobre ela o quanto os teryonistas eram benevolentes, quanto dinheiro tinham, quanta força possuíam, e o direito que tinham sobre as Ilhas. Nenhum ajarg entendeu quando sua líder se tornou submissa diante dos recém-chegados, ordenando que montassem um banquete. Mas ela pediu que confiassem nela, e assim fizeram. Uma mesa farta foi posta na doca, e a ceia logo teve início. Os benevolentes visitantes comeram, beberam, trocaram gracejos e cantaram, festejando como se estivessem comemorando uma grande vitória. Orlos e Tsa conversaram  à mesa durante toda a noite, provavelmente combinando os termos de subserviência das Ilhas.

Quase ao fim do banquete um brinde foi feito pela líder ajarg. Vinho foi derramado e um coração empalado. Tsa trespassou a placa peitoral do capitão tão rápido que demoraram a perceber que o líquido vermelho sobre Orlos não era apenas o fermentado de uvas. Quando a tripulação bêbada foi se dar conta do que estava acontecendo, os tsarianos já estavam sobre eles. Os guardas dos navios subjugados sem chance de defesa. Naquele dia, nenhum visitante retornou para casa. As embarcações foram saqueadas e desmontadas, para nunca mais serem vistas. E foi naquele dia que viram o quanto os invasores eram realmente ricos. Riqueza que poderia estar nas mãos dos ajargs.

Todas as tentativas de contato de Aliank com as Ilhas foram sumariamente rechaçadas depois daquele dia. Os combates aconteciam em pleno mar aberto, os ajargs sempre com a vantagem aérea. Depois de derrotas sucessivas, o reino parou de enviar frotas e esqueceu-se daquele lugar de pouca importancia, um asilo para pássaros. Nunca poderiam ser realmente uma ameaça longe de seus poleiros de pedra. Os irmãos avídeos aproveitaram os tempos de paz em seu isolamento, até a chegada de um comerciante ousado. Em seu navio mercante, Silas Denner arriscou entrar em contato com o povo hostil. E de fato, quase foi atacado como tantos outros, salvando-se apenas pela sua imensa lábia e a visível intenção de não entrar em conflito. Para este homem foi dada uma chance rara: a de falar. Silas ofereceu acordos justos que beneficiavam os tsarianos tanto quanto a si mesmo. Os ajargs se lembravam das riquezas e suprimentos que haviam tomado dos navios de Orlos, e agora surgia uma oportunidade de aumentar os estoques de maneira fácil. Foi dada uma chance a esse comerciante, que honrou todos os compromissos firmados, pouco a pouco ganhando uma frágil confiança dos ajargs. Com o tempo, os portos foram abertos a outros comerciantes, mas sempre com um olhar desconfiado dos donos das Ilhas.

Duas vezes por ano, as correntes de Ucha, as mesmas que levaram os primeiros ajargs às ilhas, se alinham novamente e o voo para as Ilhas Tsa se torna rápido e seguro, trazendo mais e mais membros da raça para a região. Todas as ilhas altas e rochosas foram ocupadas pelos avídeos, que preferem esse tipo de geografia. As mais planas e cobertas por florestas foram deixadas para a caça e moradia de outras raças que moram no arquipélago. Com o tempo as moradas começaram a ganhar particularidades, se tornando únicas daquele lugar. As tradicionais sacadas que adornam cada porta dos habitantes se espalharam por todas as ilhas de Tsa. Ali não existem ruas, os habitantes simplesmente batem as asas para chegar à sacada de um jardim, de um comércio, uma praça ou um conhecido. As pontes de corda desgastada são a alternativa terrestre, destinadas aos visitantes e aos velhos demais para voar, considerado algo indigno para eles.

Quando chegaram ali, existiam outras terras ao oeste desconhecidas para os habitantes. A distância até elas é enorme, e o pouco que se pode ver formam algumas silhuetas. O vento se torna cada vez mais feroz com a proximidade, e ainda assim uma neblina perene encobre o misterioso lugar. Inicialmente chamara aquele lugar misterioso de Ilhas Alem, mas quando os fumos toxicos abandonaram o lugar e outros povos finalmente chegaram lá, descobriu-se que eram uma enorme extensão de terra que passaria a ser chamada de Orzari.




Características Populacionais: Ilhas Tsa é composta em sua grande maioria por ajargs, descendentes dos primeiros colonizadores ou refugiados que encontraram ali a paz para se viver. No conjunto de ilhas que compõe a região, as mais baixas e de planícies são habitadas por outras raças com a aprovação dos ajargs, e são tratados como cidadãos de segunda classe.





Clima: Quente e úmido com chuvas frequentes.





Características Sócio-Econômicas: O povo alado vive principalmente da pesca abundante. Nos fragmentos de terra que abrigam florestas densas, animais e plantas raras são obtidas para venda de exportação, de onde se produzem artigos de luxo e de valor alquímico. Os tsarianos são reclusos e desconfiados de qualquer um que não seja ajarg, e sua cultura é transmitida principalmente por via oral, mas também se apresenta por meio de tapeçarias e produtos de artesanato.





Características Políticas: Cada uma das três ilhas principais do arquipélago possui um líder, que toma decisões importantes em conjunto. A escolha deles pode ser feita através de dois modos: o reconhecimento popular da sabedoria e astúcia de um candidato – que é o modo principal de escolha e acontece quando o povo decide de maneira unânime que certa figura é o mais indicado -, ou através de combate corpo-a-corpo, caso o povo não decida por uma figura de liderança óbvia, adotando um método sangrento. É normal que as lutas terminem com feridas sérias, mas não é permitida a morte dos candidatos.



Lugares de Interesse:


Cidade Agravil – O pico mais próximo no qual todos chegam, seja por ar ou pelo mar. Tem as melhores docas para abrigar barcos estrangeiros, e também maiores armazéns onde guardam tudo o que chega e tudo o que sai nas linhas de comércio. Assim como as outras cidades, possuem uma lanterna de emergência em seu ponto mais alto para comunicar entre si algo que não pode esperar por mensageiros. O líder Vaferio foi eleito pela força, sendo que os concorrentes desistiram antes do embate.

Cidade Assid  – O segundo pico mais próximo na rota de imigração tem ajargs que se especializaram na pesca em alto-mar. Revezando o domínio aéreo com embarcações adaptadas, eles conseguem ir mais longe e mais fundo do que os pescadores das outras cidades. Foram eles os primeiros que avistaram Orzari. Seu líder é Bogin, eleito pela força, quando mergulhou junto ao seu oponente no mar e conseguiu manter o fôlego por mais tempo.

Cidade Ademan– O terceiro pico é o mais distante do continente, e ali se concentra a cultura e o estudo do povo. Há muito tempo que buscam desvendar o mistério das correntes de Ucha, mapeiam correntes marítimas e cultivam os duros arbustos que sobrevivem nas escarpas. Acumulam e mantém viva a história da chegada dos primeiros habitantes pela tradição oral. Sua líder é Malenis, uma ajarg outrora violenta que se tornou muito sábia com a idade e foi eleita pelos locais.
 
Ilha Narunda – Uma das ilhas baixas onde não moram ajargs. Ali se instalou faz bastante tempo um goblin louco chamado Tenelistole. Ele clama que está perto de descobrir o mistério que habita Orzari, mas ninguém o leva a sério.




 
Características Ideológicas e dos Dens – A ideologia oficial de Tsa é o rimertismo, que não tem conexão com nenhuma divindade, mas que permite que extraiam às riquezas de todas as outras ideologias que um dia os perseguiram.


Última edição por Iscalis Quo em Ter Dez 06 2016, 22:16, editado 3 vez(es)

_________________
Narrador de Missões

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
Iscalis Quo
Clifista
Clifista

Masculino Número de Mensagens : 972
Nome do jogador : Vandal
Warn :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/06/2013

Ficha do Personagem
Nível: 1
Pontos de Vida:
60/79  (60/79)
Pontos de Dens:
38/72  (38/72)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Tsa

Mensagem por A Lenda de Materyalis em Qui Fev 11 2016, 17:28

Douglas,

seguem as exigências abaixo. Note que coloquei em amarelo no texto os pontos de atenção:

Exigências:

- Usar mais o nome "ajarg" para se referir aos metamorfos avídeos, conforme correção no texto;

- Considerar que os ajargs fugiram dos Picos do Ar Inférlico, pertencente ao projeto literário Terras Esquecidas. Procure-me para aprofundarmos melhor esse detalhe;

- Especificar o dado histórico sobre a idoelogia de Tsa e àqueles que a acompanhavam, pois não há referência ao longo do texto;

- Nas características populacionais, quais as outras raças permitidas pelos ajargs para viver em Tsa? Especificar neste tópico;

- Como não existe a referência equatorial em Hedoron, apenas deixei a descrição do clima como "quente e úmido";

- Atentar para a correta grafia do rimertismo (você escreveu "rimerismo");

- Colocar o detalhamento dos Lugares de Interesse em tópicos separados. É necessário haver um tópico para cada um (conforme instrução em [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] pois eles serão redirecionados para um fórum específico, onde cada lugar terá detalhamento e histórico de atualizações. Além do histórico, colocar também todos os tópicos conforme o modelo de criação de cenários (com clima, características ideológicas, sócio-econômicas etc.). No entanto, a descrição do histórico dos Lugares de Interesse tem mínimo de 2.000 caracteres, ao invés de 6.000 do cenário total;

- Favor desenhar a mão, ou num software, um mapa mostrando a disposição dos cenários, considerando todos os aspectos que puder explorar (hidrografia, relevo etc.). Escaneie ou envie a imagem criada em software para [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] ou poste aqui mesmo. O desenho do mapa será padronizado no mapa de Hedoron. Não apresentar o mapa isolado aos membros na aventura, pois como haverá um padrão, será este o que deverá ser disposto;

- Realizei algumas correções no texto e já substituí no que postou acima;

- Após realizar os itens supracitados, postar em [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] o resumo da trama para disponibilização aos membros, conforme o modelo lá colocado.

_________________
Autor
avatar
A Lenda de Materyalis
Admin

Masculino Número de Mensagens : 8382
Localização : Rio de Janeiro
Emprego/lazer : Web Designer
Nome do jogador : Saymon César
Warn :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 13/09/2007

Ficha do Personagem
Nível: 1
Pontos de Vida:
0/0  (0/0)
Pontos de Dens:
0/0  (0/0)

http://www.materyalis.mo-rpg.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Tsa

Mensagem por Iscalis Quo em Qua Fev 17 2016, 15:48

Saymon, me passa os detalhes dos Picos Inferlicos que você comentou para que eu possa fazer fechar melhor as correções o/

_________________
Narrador de Missões

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
Iscalis Quo
Clifista
Clifista

Masculino Número de Mensagens : 972
Nome do jogador : Vandal
Warn :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/06/2013

Ficha do Personagem
Nível: 1
Pontos de Vida:
60/79  (60/79)
Pontos de Dens:
38/72  (38/72)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Tsa

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum