Pântano Rorsch - O Berçário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Pântano Rorsch - O Berçário

Mensagem por Ali Alkahaz em Qui Fev 11 2016, 18:23

Nome do Lugar: O Berçário
 
Amplitude: Aproximadamente 200 m²
 
Histórico: Não pense que vai encontrar bebês aqui. Essa depressão no meio do pântano é uma espécie de vala comum onde os cadáveres que sobram dos banquetes dos vampiros são atirados para serem reanimados. É aqui que está o banshee mentor e conselheiro do rei, Lesasta, o denakan responsável por usar seus poderes para liberar uma grande quantidade de energia negativa e impregnar os corpos com ela para que levantem e comecem vida nova como servos “recém-saídos do forno”.
 
O cheiro é insuportável, pois além da matéria orgânica que normalmente já está em decomposição nas redondezas ainda são amontoados centenas e mais centenas de quilos de carne toda semana para a preparação. Ultimamente o rei Elmo tem dado preferência a esqueletos ao invés de zumbis, pois estes são bem mais ágeis e difíceis de serem acertados, apesar de serem de certa forma mais frágeis e mais estranhos ao olhar do que um zumbi. Assim sendo, os cadáveres que eram frescos e geralmente inteiros, pois o maior machucado que eles recebem são algumas escoriações e duas pequenas perfurações no pescoço, passam um longo tempo apodrecendo de maneira não natural já que o pântano na verdade acaba conservando os mortos.
 
Com ajuda de um líquido cujo modo de preparo apenas Lesasta conhece, e da preparação do Berçário que é um terreno mais seco e limpo do que é o normal em Rorsch, em no máximo três semanas você tem pilhas e pilhas de ossos boiando numa massa fedorenta e repugnante que um dia já foi pele, carne e cabelos. Assim os esqueletos são catados com uma grande rede e o ritual se inicia. Caso o resultado pretendido sejam zumbis o processo é quase o mesmo, mas os futuros mortos-vivos são retirados com no máximo três dias de exposição. Elmodore poderia agilizar o processo e criá-los assim que eles são depositados, mas ele faz questão que todos passem por um mínimo de putrefação para que adquiram uma aparência pelo menos asquerosa, assim eles perdem a esperança de serem aceitos de volta em suas antigas vidas.
 
Outra coisa que vai se encontrar muito por aqui são banshees, espíritos que ficam muito apegados a alguma coisa no mundo material, em geral o objeto de fixação dessas almas que rondam o Berçário são seus próprios corpos ou seus pertences, vínculos que os lembram da vida que lhes foi tirada brutalmente. Nem sempre eles retornam para sua carne ou para seus ossos através do ritual e continuam vagando. De qualquer maneira isso é bom, pois Lesasta precisa da energia negativa da amargura desses seres infelizes para performar seu ritual nefasto. Assim sendo os corpos destas almas penadas são largados no pântano para que o ambiente os conserve e assim eles ficarão presos para sempre.
 
O banshee responsável por criar os servos de Elmodore tem um ritual especial que dura um dia que ele usa para criar cadáveres ambulantes especiais. Embora a regra geral seja que zumbis e esqueletos depois de serem criados retenham a ideologia e demais características que tinham em vida, estes passam por um processo rápido em que a escuridão toma conta de seus corações, aproveitando essa deixa os vampiros os ensinam os preceitos marilistas para aqueles que já não o são e enfim os servos estão prontos.
 
Clima: O clima é tropical, mas como essa região foi ligeiramente drenada para criar um ambiente propício à decomposição dos mortos o índice de chuvas por ali costuma ser um pouco menor, pois a secura começou a se espalhar um pouco além das fronteiras do Berçário, mas a diferença na quantidade de chuvas é muito sutil.
 
Características Sócio-Econômicas: Não há uma sociedade aqui, apenas Lesasta, sua meia dúzia de esqueletos ajudantes e centenas de banshees que não fazem muita coisa além de ficar se lamentando e rondando seus objetos de obsessão. Não há fluxo de capital ou mercadorias por aqui já que o único propósito deste lugar gerar novos servos para o rei Elmodore.
 
Até os vampiros que vão buscar os zumbis e esqueletos para suas províncias tem certo respeito pelo desencarnado quando adentram o Berçário.
 
Características Políticas: Quem manda nesses domínios no papel é o Vampiro Rei, mas na prática quem governa o Berçário é Lesasta, o Necromante. Pra falar a verdade o monarca de Rorsch quase nunca vai lá devido a repulsa que sente do ritual de reanimação que acontece praticamente toda semana, pois novos cadáveres estão sempre chegando.  
 
Características Ideológicas: há um rumor que corre entre os vampiros mais maliciosos que alguns nobres estão alimentando seus servos com um ideal revolucionário e que o próprio Lesasta estaria implantando dentro dos zumbis e esqueletos que cria algum tipo de feitiçaria de obediência para que no tempo certo ele tome o controle dos exércitos do pântano, pois é sabido que há o Banshee alimenta um ódio de anos por seu rei e que de longe ele é a única criatura que poderia desafiá-lo, mas nada disso foi provado e o próprio Necromante nega essa conspiração veementemente.

_________________
Narrador de Missões

Gosto do paladino, do guerreiro, do bárbaro, mas a classe mais poderosa é o mago porque o mago é IMPLACÁVEL!

Tamanho do banner deve obedecer ao padrão 500x100pixels

avatar
Ali Alkahaz
Clifista
Clifista

Masculino Número de Mensagens : 1402
Localização : Fortaleza
Emprego/lazer : Estudante/Ver filmes
Nome do jogador : Fernando Lucas
Warn :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 15/08/2013

Ficha do Personagem
Nível: 1
Pontos de Vida:
88/98  (88/98)
Pontos de Dens:
53/53  (53/53)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum