Remorh "A fortaleza Pirata"[Vistiri]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Remorh "A fortaleza Pirata"[Vistiri]

Mensagem por Fallen em Seg Mar 21 2016, 03:13

Remorh "A fortaleza Pirata"


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]






Amplitude Geográfica: Remorh  é uma ilha escarpada com 8000km², altamente guardada com baía interna, Baía de Remi protegida pelas Torres Gemêas, construções elevadas em sua entrada, no Estreito de Remorh. O acesso pelo norte é impossivel pelo mar devido ao grande recife de coral que cerca o norte da ilha. A área das docas é a mais conturbada do local, com vários bares, estalagem e casas de prazer. O local também possui uma grande oficina na praia da baia que é administrada pelo gnomo Lu Volardo. A oficina é a única responsável pela aplicação do salvaguarda e do reparo dos navios. Ao leste e oeste a ilha é protegida por uma cadeia de montanhas escarpada chamada Face Esquerda e Face Direita. Proxima a face esquerda ao sul pode se encontrar o Lagomar, um lago de água doce tão grande que foi nomeado dessa forma. Ao norte da mesma se encontram os campos de plantação que ocupam todo o oeste da ilha. Ao sul da face direita existe um pequeno bosque, chamado de bosque de Id. Ao norte da mesma outra floresta chamada de Floresta dos Cervos. Uma floresta habitada por uma grande quantidade desses animais onde a caça é sazonal e alimenta boa parte da população.

Clima: 
-Clima Tropical Equatorial: Grande quantidade de chuvas e temperatura média superior a 18°c o ano todo.
-Clima Tropical de Altitude: Algumas ilhas possuem regiões montanhosas que contribuem para um clima mais frio que no resto dos arquipélagos.

Características Populacionais: Remorh assim como o resto dos Arquipélagos gêmos possui uma grande gama racial de Rejeitados. Com aproximadamente 150 mil habitantes sendo 100 mil deles apenas moradores comuns a  a ilha é uma verdadeira fortaleza pirata com 50 mil piratas. A grande maioria populacional é de humanos, porém há presença de todas as raças no local. Exceções para gigantes e ajargs.

Características Socio-Econômicas: Todo dinheiro da ilha é conseguido através de saques e pilhagens. A comida vem da área noroeste da ilha, onde as famílias sobrevivem através do cultivo e preferem não se envolver na pirataria. Todo humano é igual na ilha e tem mesmo direito de voto, menos o Rei Pirata, que comanda a todos com suas leis.

“A Lei Pirata
- Não matarás outro em solo seguro: assassinato resulta em morte.
-Não trairás teu Comandante: traição resulta em morte.
-Não roubarás outro Pirata: roubo resulta em morte.
-Não acusarás em vão: calúnia resulta em morte.
-Não revelará a Fortaleza: trair a nação resulta em morte.
-Não decidirá por si: na tripulação cada um tem direito de voto .
-Não fugirás de julgamento: ou escolhe a tripulação ou a espada.
-Não se forçará em uma mulher, ou ela aceita teu ouro ou procure em outro local: tal desobediência resulta em morte.
-O Rei Pirata é soberano e imortal, suas decisões são absolutas acima de qualquer capitão ou navio: desobediência a ele resulta em morte”.

Historia: 


Possui esse nome apenas para os elfos do mar. Remorh foi inabitada por vários anos, sendo um local de visita para os elfos-do-mar quando queriam explorar a superfície. Com a fuga da familia Le'Grasse Remorh se tornou o novo lar para tripulação e em pouco tempo ser chamada  D'a“Fortaleza Pirata”. Ao contrário do que se espera de piratas, o local é seguro e tem poucos casos de roubo e assassinatos.É frequente a bebedeira, barulho e pequenas brigas mas a lei pirata vigora e é exercida quase que como divina no local, evitando confusões e motins. Sob o comando do Rei Pirata a ilha se tornou bem habitada e rica a medida que os navios que aderiam ao grupo mercenário de piratas aumentavam e o local se tornara um verdadeiro porto seguro para os habitantes do local.

Lugares de Interesse:

Oficina do Guia- Oficina de Lu Volardo localizada no cais, considerada a melhor oficina de barcos da ilha, mas também a mais cara. Ao sair da ilha todos os barcos são obrigados a passar ali mostrar ou a guia da missão e pagar com desconto ou pagar o salvaguarda com preço total.

Cais do Sangue- Lado leste do cais onde acontecem as execuções e são exibidos os corpos dos infratores da lei pirata.

Torres Gemeas-  Torres situadas no estreito que dá acesso a Bahia do Sangue. Cada uma ocupa um lado da montanha e são equipadas com armas de cerco e canhões.

Vilarejo Vikas- Vilarejo ao norte da ilha onde existem as plantações cuidadas pelas familias dos piratas e piratas que desejaram desistir da vida do mar.

Fortaleza Le'Grasse- Fortaleza moradia do Rei Pirata, onde o mesmo conduz seu conselho e mantém a parede de missões.

O Leão Marinho- Melhor estalagem e taverna da ilha.

Casa das Rosas- Casa de serviços pessoais de qualidade na ilha.

Bosque de Id- Poucos piratas se arriscam a entrar pois circula uma lenda de aqueles que lá adentram saem loucos e tomam atitudes que acabam por causar a própria morte sob a Lei Pirata.

Campos de Lavoura-Remorh possui a oeste da ilha áreas de plantação protegidas por ordem do rei, utilizadas pelas famílias dos piratas que tomaram o local como residência.

Floresta dos Cervos- Floresta ao leste da ilha onde os rangers locais caçam e extraem recursos.

Figuras Importantes

Rei Pirata Le’Grasse
Idade: 100
Estado Civil: Casada
Parentes: desconhecido
Ideologia: Rimertista  
Dudenin: Fikan/ Natrakan
Elfa-do-Mar


Spoiler:

1,70m, cabelos longos e louro platinado, pele azul clara e olhos violeta. Embaixo das roupas e da armadura de couro um corpo bem definido mas não musculoso, de seios médios e quadris largos. Seu rosto é arredondado, de maçãs exaltadas e lábios ligeiramente volumosos.
Leona Le’Grasse é a quarta geração de uma história secreta por trás da lenda da Dama Le’Grasse.

“Quando a família Le’Grasse escapou de Zenith por sua vida, seu galeão se encontrou em dificuldades ao entrar no Cemitério de Navios. O capitão desesperado informou a sua Lady os riscos que corriam e que a morte os encontraria de qualquer forma. Em uma prece desesperada para qualquer um dos deuses a lady cantou por sua salvação em sua cabine pedindo ajuda aos mares e seus senhores. Seu canto ecoou pelas águas e alcançou os ouvidos do príncipe dos elfos do mar que por ali caçava. A dama surpreendeu-se quando de sua escotilha entrou um elfo forte e musculoso de pele azul clara e tridente em mãos. Seus olhos púrpuras refletiam a imagem da dama que, assustada, sacou uma faca. Achando a situação curiosa e engraçada o elfo riu alto e se sentou observando a graciosa e estranha criatura que em sua frente estava. Muitos humanos morriam por ali em suas barcas de madeira, os corpos inertes e podres servindo de alimento para as criaturas marinhas, mas era a primeira vez que ele observava uma fêmea da raça deles. Ele então disse à mulher que ele poderia salvá-la e conceder seu desejo de vingança, mas que tudo aquilo teria um preço. A dama fikan conhecia tais acordos e logo desconfiou das lendas sobre as crias de Marilis, que lera em seus estudos. Seus olhos piscaram em dúvida, porém a raiva em seu âmago era maior e a dama concordou sem saber o preço. O jovem príncipe então rasgou sua mão no tridente e a estendeu a mulher, que fez o mesmo criando uma fenda em sua mão com a faca.
“Um acordo de fikans que não pode ser quebrado, geração por geração sua família se tornará a minha até que meu reino e o seu sejam um. Que do sangue se crie a vida-guia ligada as duas famílias e que somente com sangue desejado o fim do pacto seja alcançado”.

A energia kalaidrina de ambos reagiu fortemente com o pacto, invocando a criatura temperamental que garantira a passagem segura do navio pelo recife e as brumas.”

Leona é a terceira geração e a primeira elfa do mar pura a acender o trono do Rei Pirata. Todos os reis anteriores foram mulheres e se relacionaram com os descendentes dos elfos do mar. Sua personalidade é forte e explosiva, não tolerando insubordinação ou desrespeito. Suas decisões são sempre influenciadas sobre a repercussão em seu cargo e seu poder pessoal. Qualquer coisa que a ameace ou sua fortaleza é rechaçada com celeridade.Tomado como uma entidade imortal, o Rei Pirata sempre se apresenta com corpo todo coberto e uma máscara. Seus poderes e influência são inegáveis e muitos acreditam que ele seja uma fada.
Com o comando da Fortaleza pirata e a aliança completa com o reino marinho, ela tem grande influência em terra e no mar. Leona carrega consigo o ódio de sua família imbuído no pacto de seus ancestrais. Seus ataques às embarcações de Zenith têm se tornado mais frequentes e mais doloridos aos bolsos do Arquiduque. Com espiões infiltrados em Zenith, ela aproveita as informações que consegue e divide o lucro das empreitadas com os capitães generosamente. Isso os deixa fiéis a sua causa e aos seus propósitos. Os reis anteriores já tinham tido sucesso com a lei, impondo um código de conduta que fez os piratas temerem e respeitarem sua autoridade. Aliada a sua própria lenda, seu status no arquipélago era inegável.
Leona não se importa com a guerra ideológica desde que a mesma não atrapalhe seus planos. Os capitães são honestos em suas ideias e muitas vezes tentam convencê-la de suas crenças, sem sucesso.


Lu Volardo  “ O guia”
Idade: 400
Estado   Civil: -    
Parentes: desconhecido
Ideologia: Rimertista  
Dudenin: Fikan/Seikan
Gnomo


Spoiler:

30 cm, loiro de pele levemente azulada e olhos lilases. Seu rosto é redondo, nariz bulboso e sobrancelhas peludas.

O Gnomo é a invocação gerada pelo pacto entre a Dama Le’Grasse e o Príncipe Élfico, e sua aparência reflete isso. Lu Volardo surgiu no plano carregando as ambições e desejo de vingança do pacto e trabalha em conjunto com o Rei Pirata para atingir seus objetivos. Lu vê no Rei Pirata uma figura mítica que pode mudar o destino do plano. Com o nascimento de Leona ele sentiu excitação ao ver a primeira elfa do mar pura, e que daria conclusão ao pacto de sangue. Lu porém não se contentaria apenas com a conclusão do pacto que o gerou, mas com domínio de Leona sobre tudo. Ele é o protetor do Rei Pirata, sempre sondando e avaliando cada capitão.
Muitos dos capitães que foram parar nas estacas foram por conta de Lu. Outros simplesmente encontraram um destino terrível nos corais ao achar que levaram um de seus salvaguardas. Lu é a segunda pessoa mais influente da ilha e todos os piratas o respeitam e o obedecem, pois sabem que é graças a ele que eles podem ir e voltar em segurança. Lu transfere a cada novo rei o conhecimento de todos os outros através de um ritual que sacrifica o antigo monarca, o que reforça a lenda do Rei Pirata.



Capitão Vernesse Uthgard
Idade: 40  
Estado Civil: -    
Parentes: desconhecido
Ideologia: Marilista  
Dudenin: Grakan/Seitokan
“Humano”Bartalun Guerreiro


Spoiler:
 
1,80m cabelos e barba negros longos com varias tranças e olhos azuis elétrico. Seu porte e grande e musculoso. Ele possui um nariz grande e adunco e possui uma cicatriz no lado esquerdo da face que desce de baixo do olho até o labio superior boca.

Capitão Vernesse Uthgard é o segundo Bartalun nos Arquipélagos Gêmeos. Capitão do Dama da Morte funciona como a força tarefa de seu Lorde ele trabalha em conjunto com Trafeel. Ambos se evitam em alto-mar visando o sucesso de seu mestre e seus planos. Através de Uthgard Trafeel consegue informações sobre Vistiri e ele mesmo recebe informações de Flaulest. Vernesse é um capitão implacável e destemido. Muitos outros piratas o evitam devido a forma rigorosa que lidera sua  vil tripulação. Dentro de Remorh porém, Vernesse se comporta seguindo as leis, pois vê no Rei Pirata um possivel lider marilista. A forma como ele comanda e rege toda Fortaleza Pirata é admirada pelo Bartalun que sabe que se cometer um deslize poderia ser mandado de volta para Inferlis. Em combate os inimigos e aliados temem Vernessse, pois em suas abordagens ele geralmente é o primeiro a entrar e a cada pessoa que ele mata parece torna-lo mais incontrolável em combate. Alguns tripulantes fofocam que ele se alimenta das almas das pessoas que ele mata deixando-o mais forte e invulnerável.


Capitão Dormund Foar
Idade: 60  
Estado Civil: Casado    
Parentes: Esposa e Filho 
Ideologia: Emylista  
Dudenin:Elorkan/Natrakan 
Elfo-do-Céu


Spoiler:

1,70m Cabelos ruivos e longos, geralmente presos em uma trança única. Seus olhos são verdes e possui algumas sardas em uma pele bronzeada do sol. Tem um porte mediano e é magro e atlético. Seu nariz e longo e sua face arredondada com o queixo levemente pontudo.

Dormund é capitão da Virgem Alada, um veleiro que nunca foi abordado ou alcançado. Muitos dizem que isso se deve a ligação natural que seu capitão tem com os ventos. Sempre capaz de lê-los e muitos dizem, de até comanda-los. Dormund é justo e tem uma analise exterior dos conflitos e do mundo. Em meio a tantos conflitos ser parte estavel da sociedade era complexo e perigoso. Porém como um pirata ele pode liderar sua tripulação de acordo com sua agenda mexendo os pratos da balança sempre que necessário. A pirataria era uma ótima desculpa que o permitia sempre atacar os mais fortes e fortalecer os mais fracos. Ele vê Flaulest como um local perigoso onde muitas pessoas fortes conseguiram acumular riquezas e conhecimento que poderiam prejudicar o mundo como um todo. Ele via que a pirataria era forma mais fácil de minar o poder do Arquiduque e seus Barões. No rei Pirata ele via a mesma divisão que havia dentro de sí. Apesar da sede pela vingança, poder e dinheiro, a atitude do Rei dentro da Fortaleza apesar de rigida era justa e honesta. Ele sempre punia a todos como iguais e zelava pelos fracos e aqueles que desejavam a paz. Dormund é conhecido por abordagens rápidas e saques velozes. O combate pouco se extende uma vez que ele consegue alcançar e posicionar seu veleiro melhor no mar.



Capitão Levitas Tard
Idade: 45  
Estado Civil: Casado   
Parentes: Esposa e casal de filhos 
Ideologia: Mombrano 
Dudenin 
Tenkan/Alukan Humano


Spoiler:

1,74m cabelos  e barba negros e curtos e olhos castanhos. Seu rosto tem um formato quadrado. Possui uma compleição média.

Tard é o capitão da Exploradora, um galeão que tem como principal objetivo reapropriar e resgartar artefatos e livros valiosos. Levitas utiliza esses artefatos e estudos para basear suas teses e estudos. Em consequencia itens valorosos são vendidos e trocados no mercado da Fortaleza pirata. Muitos dos tripulantes achariam o barco um péssimo investimento, porém a inteligencia e forma de conduzir sua tripulação sempre levou a Exploradora a voltar com poucas ou nenhuma casualidade em suas abordagens. As habilidades do capitão também sempre ajudaram muito durante os combates. O objetivo do capitão é reunir o maximo de informação possivel que é movida de continente para continente para ter um controle maior do que aconteceu e o que acontecerá.

avatar
Fallen
Rimertista
Rimertista

Masculino Número de Mensagens : 1127
Localização : Rio/Hellzende
Emprego/lazer : Estudante
Nome do jogador : Ranier
Warn :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 18/11/2007

Ficha do Personagem
Nível: 1
Pontos de Vida:
69/69  (69/69)
Pontos de Dens:
63/63  (63/63)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum