Primeira Visão: A viagem do filho das estrelas

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Primeira Visão: A viagem do filho das estrelas

Mensagem por Lumen em Qui Jul 13 2017, 16:42

O meio elfo prontamente acelerou os passos pegando o caneco da mão de um marujo ebrio sem que percebesse, subindo em um barril se segurando em uma das cordas que ligavam-se ao mastro erguendo o caneco entre a cantoria afim de finaliza-la junto a eles.

"É por isso que veneramos a tartaruga!"

Para assim erguer o caneco junto aos outros em comemoração, só depois se sentaria sobre o barriu bebendo um pouco do rum entre eles observando seu amigo não longe recebendo os parabéns.

-Espero que essa criatura seja tão boa de comer quanto alto vocês gritam pelo feito realizado ao abate-la.

Dizia o iluminado bebericando junto de seus novos "amigos", mesmo que não quisesse o metardilo perceberia facilmente o desejo do denin de viver uma vida comum longe das perseguições e obsessões ideológicas, Lumen não se incomodava com a presença do curioso desde que ele soubesse quando parar de tentar cavar seu passado.

-Diga Svard!, tiveram de amarrar você a uma linha de pescar para que pudesse atacar a besta?, que pena que eu perdi essa cena.

Perguntou retoricamente apenas como uma forma de retribuir o sarcasmo sadio entre os companheiros de viagem, até porque a ideia do anão ser usado de isca na pesca era hilaria ao meio elfo que ja estava acostumado a ser alvo de piadas semelhantes.
avatar
Lumen
Clifista
Clifista

Masculino Número de Mensagens : 18
Nome do jogador : Wanderson Carvalho
Warn :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 29/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Primeira Visão: A viagem do filho das estrelas

Mensagem por Aerhox em Seg Jul 17 2017, 17:10

Lirik ouviu parcamente o que Lumen disse e com a língua enrolada de tanta bebida disse:


- Banquete...Só... Na terra... Hiic.


Depois o marujo sentou no convés e apoiou as costas justamente no barril que Lumen usava de banco. Instantes depois já se podia ouvir um sonor ronco. Svard deu dois tapas amistosos na cabeça do dorminhoco e respondeu para Lumen:


- Faz parte das tradições não comer este peixe. Nenhum grande guerreiro merece ter apenas seus restos e sobras por aí. Haverá celebração com banquete em honra da grande criatura e um prêmio para mim. O peixe é empalhado e meu nome escrito embaixo como ceifador de sua história. Finalmente igualei o feito de um dos meus antepassados!!


Aspectos culturais de Fikist e Ritulis são bem peculiares, e muitos são pura crença e falta de informação. Um mestre alukan que ficou de passagem na minha vila me revelou o segredo desta tradição do atum-áriete. Ele me confidenciou que a carne é suculenta e extremamente saborosa, no entanto ao passar pelo nosso estômago libera uma substância infecciosa e muitas vezes letal. Com o tempo este conhecimento foi suplantado por simples crendices, como a de que o espírito do peixe se instala na barriga de quem come. Já que uma das reações é o inchaço do estômago.


Svard parou um pouco e depois abriu os olhos em espanto e vociferou:


- Ora seu moleque de meias orelhas! Venha aqui e eu mesmo vou te pendurar numa vara de pesca! Hehehehehhee


O anão tropegamente investiu contra o barril, mas o fez apenas com força para sacudir, de modo que Lumen só ficou meramente sobressaltado.


As festividades continuaram e até mesmo Welblin fez parte delas. Num dado momento Svard deixou escapar que o jovem que o acompanhava tinha dons artísticos e logo o anão e boa parte da tripulação gritavam em um coral de vozes embriagadas:



- Cante e toque!! Cante e toque!! Músicaaaa!!!

_________________
Narrador E-book

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


AÇO, MAGIA, LUZ E ESCURIDÃO. CONCEITOS OPOSTOS UNIFICADOS EM MIM.
avatar
Aerhox
Emylista
Emylista

Masculino Número de Mensagens : 627
Localização : Guarulhos
Nome do jogador : Jeferson Cardoso P. Lança
Warn :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 30/10/2014

Ficha do Personagem
Nível: 1
Pontos de Vida:
75/75  (75/75)
Pontos de Dens:
60/67  (60/67)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Primeira Visão: A viagem do filho das estrelas

Mensagem por Lumen em Qua Jul 19 2017, 10:24

O meio-elfo ria de olhos fechados de maneira leve e pura com as provocações e brincadeiras entre ele e seu amigo de viagem, era notório para todos que apesar de sua pele liza, cabelos brilhantes e olhos profundos de que somente a boa aparência elfica eram suas heranças genéticas, em espirito era um humano como qualquer outro, adorava se misturar e facilmente atraia pessoas, o que nem sempre era uma boa ideia, assim como naquele momento em que suas orelhas reagiram com o perigo da proposta a que foi sujeitado.

-Epa epa gente, eu não sou um bardo haha.

Riu nervosamente estendendo as palmas frente ao corpo como quem se protegia de uma situação tensa, mas logo sua expressão mudou drasticamente a medida que levara sua mão direita ao queixo fechando os olhos, torcia os lábios sutilmente conforme cruzava a perna, usando a outra mão para apoiar o cotovelo direito, buscava algum resquício artístico dentro de si

Segurando uma corda grossa acima da cabeça se colocou de pé sobre o barril dizendo após um pigarrear anunciando

-Os que souberem tocar alguns instrumentos me acompanhem por favor.

Logo após a sentença levou sua mão ao próprio peito inspirando fundo afim de se acalmar de toda tensão e expectativa momentânea, precisava cantar para si mesmo, pensar como se estivesse sozinho, era a unica maneira de não se sentir pressionado, ainda que fossem um bando de marujos ébrios, puxando o capuz para traz revelou seus cabelos castanhos balançando aos ventos conforme fechava os olhos cantarolando com um tom grave e profundo em notas cumpridas.

"Mar....mar, desejo e sonhar, em barcos feitos de sonhos navegamos sobre um mar de mistérios e criaturas maravilhosas..."

" norte, sul, leste, oeste, corações sem rumo buscam o grande tesouro içando suas velas e deixando o vento nos levar..."

"Sob todo sol escaldante e noite congelante sabemos que sozinhos não estamos, ao descansar ouvimos as orações daqueles que deixamos em terra firme para buscar nossos sonhos no grande e misterioso oceano"

"Dias se fazem noite e noite dia, o tempo se distorce e se perde na imensidão, vivendo aventuras que ecoam na eternidade em sua vastidão, assim somos todos nós, heróis de nossas casas, trovadores e suas historias, quem poderá dizer o que foi verdade ou apenas um copo de rum em uma noite de verão?" 

Fora um momento estranho, o que deveria ter sido uma melodia de animação acabou saindo como um catingo profundo, a natural voz grave do rapaz fizera parecer com o som de cavernas e montanhas ao estremecerem ainda que sua sutileza lembrasse o das frescas florestas verdejantes, esse era o coração de Lumen, um ser que apesar de arrogante, era extremamente empático com as dores e tristezas alheias, ainda que não fosse sua intenção, tal melodia servira para lembrar os marinheiros de suas dores e perdas, saudades e amores deixados, ressaltando a nobreza de suas paixões pelo desconhecido, pela aventura, pela chance de voltar a terra firme com os bolsos cheios de ouro e mudar a vida daqueles que amavam, fazia com que se sentissem verdadeiros heróis sem nome, o orgulho de suas casas.

Ao abrir seus olhos o garoto voltou a fitar todos a sua frente como se tivesse saído de um transe, sem se dar conta de que sua melodia fugira da proposta festiva.
avatar
Lumen
Clifista
Clifista

Masculino Número de Mensagens : 18
Nome do jogador : Wanderson Carvalho
Warn :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 29/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Primeira Visão: A viagem do filho das estrelas

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum