Perfil - Luxanna

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Perfil - Luxanna

Mensagem por Luxanna em Sab Abr 29 2017, 16:43

Nome do Personagem: Luxanna

Raça: Humana

Ideologia: Rimertista

Den Primário: Seikan

Den Secundário: Seitokan

Enredo:
 

A COMPANHIA DOURADA

Nascida em uma família pobre de clifistas na cidade de Esgares, desde pequena Luxanna sempre admirou a força, inteligência e astúcia dos mercenários da Companhia Dourada. Sua mãe morreu poucos dias após o seu parto, e com o desaparecimento de seu pai enquanto este trabalhava nas minas de Esgares, a jovem precisou começar a utilizar seus dons para cometer pequenos crimes pela cidade. Desenvolvendo desde cedo uma aptidão Seikan para pequenos truques e ilusões, assim como para poderes mentais de telepatia e telecinese, as trapaças e furtos cometidos por Luxanna passavam desapercebidos pelos homens da lei em Esgares, mas atraíram rapidamente a atenção dos olhos mais perspicazes dos mercenários Rimertistas, que viram na garota uma excelente ladina e espiã. Realizando seu grande sonho de infância, Luxanna foi convidada pelos mercenários para realizar algumas pequenas missões para testar suas capacidades, e assim a denin foi finalmente aceita como integrante da Companhia Dourada com apenas doze anos de idade.


Em pouco tempo de serviço, a jovem ladina conseguiu conquistar o respeito dos rimertistas, e então Luxanna foi designada junto com um denin fikan chamado Gish para uma importante missão na distante Cordilheira das Cascatas, onde deveria se juntar aos monges do Santuário de Tinto para aprender seus costumes e ganhar sua confiança. Em Tinto, a jovem rimertista poderia investigar os pergaminhos antigos mantidos aos cuidados dos monges em busca de informações sobre o período dracônico, assim como o tentar encontrar pistas que a levasse a descobrir o local do covil da dragoa gorgronista que governou todo o reino desde tempos remotos e vivia naquelas montanhas até ser destruída há dois séculos atrás. A Companhia Dourada acredita firmemente haver artefatos e tesouros além da imaginação ocultos no covil da dragoa e se Lux fosse capaz de encontrar estes tesouros, os rimertistas seriam finalmente uma força a ser temida em todo território de Túrion, capaz de rivalizar com qualquer outra ideologia na Materja.

O SANTUÁRIO EMYLISTA

No Santuário de Tinto, liderado por um velho monge conhecido como Lutuakee e devotado ao Emylismo, Luxanna passou toda sua adolescência recebendo todo o árduo treinamento físico e mental praticado pelos monges, o que aumentou ainda mais sua capacidade de manipular as energias cynblarkinas associadas ao den Seikan. Ao contrário do caos e guerra que se espalhava cada vez mais pelo território de Túrion, o Santuário era um local de equilíbrio, que abraçava todos aqueles que buscavam paz de espírito, seja juntando-se à rotina dos monges emylistas ou apenas servindo de local para retiros e peregrinações. As trilhas sinuosas e traiçoeiras que cortava as montanhas em direção a Tinto são praticamente intransponíveis para exércitos ou grandes forças militares, tornando o santuário facilmente defensável pelos em treinados monges seguidores de Lutuakee. Através de longos períodos de meditação, a rimertista expandiu ainda mais seu domínio sobre o cynblarkin, desenvolvendo aptidão também para o den Seitokan, na forma de projeções astrais onde era capaz de abandonar seu corpo num estado de torpor enquanto seu espírito poderia vagar por curtas distâncias, tornando-a capaz de investigar locais normalmente inacessíveis sem ser descoberta e sem se expor a riscos desnecessários. Isto aumentou muito sua capacidade de se infiltrar em bibliotecas proibidas aos monges, assim como percorrer as redondezas da vila de Tinto em busca do paradeiro do covil da dragoa gorgronista.


Durante uma dessas jornadas espirituais ao redor de Tinto, Luxanna encontrou um pequeno bebê abandonado não muito distante do Santuário e algo nele chamou ainda mais sua atenção. Seus olhos eram fendidos como os de um réptil. A rimertista levou o bebê consigo até o Santuário, onde adotou o mesmo como seu aprendiz. Com o passar dos anos, Luxanna tinha cada vez mais certeza sobre a herança dracônica no sangue do jovem Shimatsu, origem esta que ela sempre fez questão de ocultar dos demais monges e visitantes do Santuário através de um ritual fikan realizado e mantido pelo denin rimertista Gish, para camuflar os olhos reptilianos de Shimatsu e evitar despertar atenções indesejadas. Uma carta que havia sido deixada junto ao bebê dava a entender que este era filho de alguém importante, possivelmente gorgronista, que todos acreditavam terem sido extintos do reino de Túrion durante o período de colonização clifista que se seguiu à queda da dragoa Arla. Anos depois, após a rebelião que matou o último rei da dinastia Alberich e pôs fim a monarquia clifista, Luxanna comprovava sua teoria de que os gorgronistas ainda estavam vivos e que Shimatsu devia ser filho de alguém pertencente àquela ideologia.

UMA ALIANÇA INESPERADA

O treinamento de Shimatsu sempre foi bastante rigoroso, talvez mais do que o dos demais monges, com Luxanna aplicando diversos castigos físicos e punições ao jovem aprendiz, principalmente quando a curiosidade deste o levava a atrair atenção de emylistas ou peregrinos. Um dia, a rimertista encontra Shimatsu mexendo em seu alojamento, onde Luxanna mantinha escondida a carta que encontrou junto ao bebê e a qual revelava tanto sobre o passado do monge. Sem opções e agindo por impulso, Luxanna se aproveita da distração e perplexidade de seu aprendiz ao terminar de ler a carta e o deixa inconsciente através de seus poderes Seitokan, fugindo do Santuário de Tinto e levando Shimatsu para Godnyr, onde ofereceria o meio-dragão em sinal de boa fé e demonstrando que a monge tinha muito a contribuir à causa rebelde. Na realidade, Lux  tentaria manter oculta sua inclinação ideológica, juntando-se temporariamente aos gorgronistas com dois objetivos específicos. O primeiro seria reunir ainda mais informações a respeito do covil da dragoa gorgronista. O segundo, e ainda mais importante, seria orientar as dezenas de jovens de Godnyr que haviam se juntado ao exército gorgronista ao longo dos anos de dominação sobre a capital, mas que na realidade eram rimertistas leais à Companhia Dourada que buscavam usar o poder dos rebeldes na guerra que estava prestes a se iniciar assim como manipulá-los para eliminar a ameaça carnak que atormentava Esgares e deixassem a cidade, assim como suas ricas minas, sob controle rimertista.

Após obter a confiança de Heltor Kobba, o líder gorgronista que governava Godnyr desde a rebelião que pôs fim a dinastia clifista, Luxanna retornou a sua missão inicial ainda não concluída. Investigando cada pergaminho ainda inteiro na capital do reino e cruzando informações com tudo o que já havia estudado no santuário emylista, a rimertista acreditava ter encontrado pistas suficientes para lhe direcionar ao covil de Arla, a Devoradora de Almas. Tudo indicava que a entrada de seu covil somente poderia ser acessada através do plano espiritual, pois a caverna havia sido selada no plano metonyano, oculta nas profundezas de um lago. Retornando ao vilarejo de Tinto, e mantendo em segredo sua identidade naquele lugar com a ajuda do ilusionista Gish, Luxanna fez novas investigações se utilizando de projeções astrais e até mesmo se infiltrando no Santuário em busca de mapas antigos. Um em especial talvez fosse a peça final do quebra cabeça, um que deixava claro que o lago ao redor do vilarejo de Tinto não era natural, mas havia sido represado na antiguidade pelas tribos ajargs que habitavam a região, de forma proteger seu vilarejo de criaturas não dotadas de asas...

Descrição Física:
 Uma mulher de média estatura, com rosto de traços finos e cabelos curtos e loiros caídos em franja sobre a testa. Seus olhos claros estão sempre curiosos ao redor, e transmitem mais sabedoria do que deveriam para alguém na sua idade. Seu corpo magro é extremamente bem definido pelos anos de treinamento no Santuário de Tinto. Pelo hábito adquirido durante toda a vida entre os monges, Luxanna usa roupas leves e folgadas sobre o corpo, nada que limite seus movimentos sempre fluidos e precisos.    


Perícias: 
Furtividade, Sentir Motivação e Lábia.



Itens:
- Bastão de Combate: Um bastão de madeira de aproximadamente 1,50 bastante comum no treinamento dos montes do Santuário de Tinto.

- .

- .



Técnicas Seikan:
- Prestidigitação: Técnica utilizada para pequenos truques que afetam a visão de um indivíduo. Alvos múltiplos podem ser atingidos, mas o efeito da técnica é dividido proporcionalmente.

- Ventriloquismo: Técnica utilizada para pequenos truques que afetam a audição de um indivíduo. 
Alvos múltiplos podem ser atingidos, mas o efeito da técnica é dividido proporcionalmente.


- Telepatia: A denin é capaz de sondar pensamentos superficiais na mente de uma pessoa, assim como lançar pensamentos simples na mente de um indivíduo.

- Telecinese: Usando o poder de sua mente, Luxanna é capaz de mover pequenos objetos em pequenas distâncias.


Técnicas Seitokan: 
- Projeção Astral: Luxanna é capaz de abandonar o próprio corpo em uma forma de puro cynblarkin, que pode vagar por médias distâncias enquanto seu corpo permanece em torpor.

- Enfraquecer o Espírito: Atuando sobre a energia cynblarkina de um alvo, a rimertista é capaz de atacar diretamente o espírio de um oponente, deixando-o enfraquecido.
avatar
Luxanna
Rimertista
Rimertista

Feminino Número de Mensagens : 4
Nome do jogador : Marilia
Warn :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 29/04/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum