Quinta Visão - Espírito da Floresta

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Quinta Visão - Espírito da Floresta

Mensagem por Nathan em Sex Jun 23 2017, 09:42

Considerações Off:

Jimena, começamos aqui sua participação no "O Legado do Rei Negro".

Conforme anunciado, este capítulo (visão) será a quinta do volume 1 do
projeto literário.

Note que, a partir de agora, já colocarei a narrativa em primeira pessoa, com o venirista descrevendo toda a cena. Ou seja, quando houver algo que ele não vir, colocarei, no final do post, como informações complementares. Isso será feito para facilitar a edição do livro, assim como os demais processos que colocarei abaixo.

Peço que não formate o texto com cores. Caso expresse algum pensamento, coloque em itálico. Quando falar, coloque um travessão. Para criar o turno, é necessário um mínimo de 1.000 caracteres.

Lembrem-se: o Venirista expressa nas transcrições das visões do sinkrorbe aquilo que ele vê, ou deduz que as personagens estão pensando ou sentindo. Portanto, quanto mais claro isso ficar nas suas ações, melhor. Lembre, também, de revisar o texto depois de escrever o turno, preferencialmente com a ajuda de um corretor ortográfico e gramatical. Isso é muito importante.

Minha previsão inicial é de uma postagem semanal, tentarei fazer a continuação até a Quinta-Feira, dia 29 de Junho.

Vamos ao jogo e bem vinda de volta a Túrion:


Quinta Visão -  Marien Lariness


Espírito da Floresta


O sinkrorbe começava novamente a apresentar um nevoeiro denso que aos poucos ia se dissipando até que apenas uma fina bruma restava, revelando um bosque de vegetação pouco fechada, o que favorecia a visibilidade, apesar da neblina matinal. Os raios do sol que nascia ao longe penetravam com dificuldades as copas das árvores, trazendo nova vida àquele bosque não tão silencioso. Amarrado à uma das árvores estava um ser humanoide com asas esmagadas às costas, no lugar de suas sobrancelhas haviam pequenas plumas e seus trajes eram escuros, bastante úteis para incursões noturnas. Era um ajarg, muito semelhante ao batedor morto que havia sido encontrado pelos marilistas com um alerta de "vocês pagarão". Um pedaço de sua capa negra havia sido rasgada e agora estava amarrada cobrindo-lhe a boca. Os olhos arregalados procuravam ao redor, apavorados. Ele tentava gemer algumas palavras que eram abafadas pelo pano amarrado forte em sua boca. Estava ferido. Uma flecha de plumas verdes estava enterrada fundo em seu abdome, ensopando o quadril com sangue escuro. Não parecia um ferimento letal, mas sem tratamento poderia levar facilmente à uma hemorragia...

Silenciosa como uma alma penada, tão comuns no reino de Túrion, surgia uma criatura em trajes em tons verdes que auxiliavam na camuflagem naquele ambiente selvagem. Uma capa longa cobria suas costas, e seu capuz puxado sobre a cabeça mantinha oculto também seus cabelos e criava sombras sobre o rosto, de forma que apenas o queixo fino ficava visível. O brilho metálico de um punho de espada vinha de algum ponto à sua cintura, e em sua mão havia um arco longo, aparentemente simples. Diante daquela aparição, o ajarg encolhia as pernas, gemendo de dor com a flecha cravada em seu abdome. Estava em pânico, assustado como um animal acuado diante de um predador. Ele tentava pronunciar mais algumas palavras, mas o tecido as abafava novamente. Os olhos arregalados se mantinham fixos naquela criatura silenciosa. Nem sequer seus passos pareciam deixar pegadas, eram sutis, leves como o nevoeiro ao seu redor. Provavelmente aquele era o tal espírito da floresta que o batedor marilista sobrevivente havia mencionado. Apesar de tudo, aquilo estava longe de ser um espírito... parecia feito de carne, osso e morte... 

(Continue a partir daqui, Jimena)




Informações Complementares:

- Conforme informei nos grupos, viajarei até o dia 10, então não sei se conseguirei fazer a postagem semanal. Se possível, deixe a visão respondida que assim que eu puder vou tentar deixar resposta para todos.

- Mais uma vez, bem vinda à Túrion. Não é igual a que você conhecia, mas não mudou tanto assim também... rs

- Qualquer dúvida ou informação complementar que você achar útil para sua ação, pode me chamar no privado do Whats.

_________________
Narrador
avatar
Nathan
Marilista
Marilista

Masculino Número de Mensagens : 4043
Localização : Palmeira - PR
Emprego/lazer : Militar
Nome do jogador : Raphael Figueiredo
Warn :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 07/11/2007

Ficha do Personagem
Nível: 1
Pontos de Vida:
72/72  (72/72)
Pontos de Dens:
79/79  (79/79)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum