Perfil- Kzartch

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Perfil- Kzartch

Mensagem por Fallen em Qua Set 06 2017, 23:30

Aqui vamos começar a definir o personagem suas motivações, caráter, ambições e o que voce tem em mente para a historia base dele. Baseado no que voce tiver em mente montarei um perfil adaptado para o cenário. Smile

_________________
Narrador E-book
avatar
Fallen
Rimertista
Rimertista

Masculino Número de Mensagens : 1128
Localização : Rio/Hellzende
Emprego/lazer : Estudante
Nome do jogador : Ranier
Warn :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 18/11/2007

Ficha do Personagem
Nível: 1
Pontos de Vida:
69/69  (69/69)
Pontos de Dens:
63/63  (63/63)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Perfil- Kzartch

Mensagem por Kzartch em Sex Out 20 2017, 00:58

Eu vou postar aqui algumas partes básicas da ficha dele (com algumas possíveis modificações) que já está disponível lá na criação de personagem para depois ir complementando com as motivações e ambições voltadas ao conto, kay? Ai se quiser, eu completo com os detalhes, como as técnicas e os itens de um ficha comum.

Nome do personagem: Kzartch

Raça: Humano - Vampiro

Ideologia: Rimertista

Den primário: Markan

Den secundário: Seikan

Den terciário: Seitokan

História:
Escritas de um velho monge bêbado / Poema misterioso -Data desconhecida:
Um passado perdido...

 As lembranças do passado são apenas para aqueles que desejam se recordar de momentos felizes ou lições dolorosas ensinadas pela vida. Quando o evento é grave e doloroso, este é fechado e trancado dentro da mente daquele que o sofreu e ou o testemunhou. Mas é claro que para toda regra há exceções, mas ainda assim a primeira afirmação não deixa de ter uma boa verdade: As pessoas lembram daquilo que é útil ou agradável e esquecem o que mais lhes causam dor na alma e no coração! Nem tudo pode, ou deve ser lembrado...Mas e quem perde todo as memórias, boas ou ruins? Estes ficam perdidos, tentando uma busca desenfreada pelo que perderam. Isso é o melhor a ser feito? Independente do que acham, talvez não deva ser tão importante para todos aqueles que são afetados por tal perda...

...Deve ser caçado?


...Já que existe alguém, um único ser que posso afirmar com certeza que já não procura saber quem ou o que ele foi. Ele apenas se importa com o que é e o que pode fazer. Não há como dizer a quanto tempo esta criatura caminha entre nós, quantos números existem na contagem total de sua idade ou o poder que um dia ele carregou nas mãos. Tudo que importa é como está atualmente. Pode ser que um dia ele tenha sido algo que causou temor nos corações de todos que ouviam seu nome, pode ser que ele tenha sido um homem frio e ameaçador, pode até ser que ele tenha tido vários servos e seres obedecendo cada uma de suas ordens...Mais uma vez, o que importa é a figura solitária e misteriosa que ele é hoje...

Quantas Faces...


...Posso lhe dizer que ele não é algo nem perto do que acabei de descrever. Sua figura é carismática e até mesmo pode ser considerada cômica. Seu humor é claramente visível e seu jeito de agir é formal. Uma mistura de sério e humorístico, posso lhe afirmar. Um bobo da corte em trajes formais e de palhaçadas sutis. Suas palavras são quase que uma musica, de tantas entonações e do modo cantado que ele as pronuncia. Também não creio que ele tamanho poder senão sua capacidade de te desviar com palavras, mas há quem diga que esse cara tem uma força que não se encaixe na de apenas um excêntrico orador. Como eu já disse, a grande palavra que o descreve é "Misterioso"...

...Tem a Lua?

...Mas o desconforto não deixa meu peito. Em toda essa vida, como posso dizer que um homem não tenha mais de uma face? Que dentro de todo essa misteriosa existência não exista uma parte fria e impiedosa? Como não dizer que alguém com tamanha lábia não possa dividir sua persona e mascarar um dos lados? E se existir realmente uma outra face que deixa parte do carisma de lado para tomar uma abordagem mais direta e agressiva? Algo que faça o calafrio percorrer toda a extensão de sua espinha? Na minha opinião, essa é uma mistura deturpada, uma fusão proibida...Mas quem dera minha opinião fosse válida perante tal anomalia...

A mãe brilhante refletindo o céu gelado...

...Deixando de lado essa parte, o que mais me intriga é o que ele deseja. Talvez seja o maior ponto deste grande mistério. Ele tem algum objetivo maior? É claro que ele é egoísta e segue seu próprio rumo enquanto procura ganhos sempre que possível, mas existe uma motivação maior, um ponto final em seus desejos? Isso é algo que eu pagaria muito para saber, mas nem sempre temos o que queremos. Algumas coisas são muito confusas e complicadas para se ter alguma ideia. Pode ser apenas um desejo inocente...

...Dá espaço à amante sanguinária, no céu escarlate!

...Quão também pode ser uma catástrofe total. O que limita ele? Apesar de se chamar um rimertista, a que ponto pode chegar para ter o que deseja? Ou melhor, e se o que ele desejar ser o grande problema? Posso chamá-lo de excêntrico, mas também posso denominá-lo como instável. Qual a linha que separa seu rimertismo do marilismo ou até mesmo do gorgronismo? Eu te digo o que é essa linha: Ele não segue os desejos de um ser supremo. Essa criatura é o que ele quiser ser na hora em que ele bem desejar ser...

A encenação de encerramento...

...Voltei aos meus resmungos paranóicos. Isso é o que posso lhe dizer, do que acredito ser verdade. Uma criatura antiga com um passado perdido e que não tem interesse em recuperá-lo, de vontades e desejos desconhecidos que busca apenas satisfazer sua ganância e curiosidade...Mas essa história tem muito mais do que aparenta. Ouvi dizer que ele passou muito anos, senão séculos, adormecido e não foi a tanto tempo atrás que acordou de seu sono profundo para ver como o mundo havia mudado e o que poderia oferecer. Não há ninguém vivo neste tempo que pode te dizer o que ele verdadeiramente é ou foi e nem como chegou até aqui...


...Nem mesmo o próprio ser em questão.

...Que marca a abertura do ato de Sangue e Gelo

O Lorde Índigo e Rubro - Contos antigos de datas imemoriais:
Era uma vez um lorde de um povoado muito distante e gélido,
Governado com mão de ferro e sem tolerância.
Esse lorde nunca sorria, semblante sempre fechado.
Passava o dia vendo as punições pelas janelas de seu grande castelo,
Apenas sob a companhia de seus servos e família.
Um dia ele se entediou com a paisagem sempre branca e azul.
"Oh, mundo, será que algo não poderia acontecer? Que mudasse esse mundo claro e chato!"
Foi então que um simpático estranho,
Coberto em preto, de adornos vermelhos e atraentes palavras.
Surgiu uma noite com maravilhosas propostas.
"Caro Lorde! Posso lhe ajudar!"
Dizia de sorriso afiado
"Trago um presente, que seu mundo mudará!"
A irmã mais nova, sempre perceptiva.
Uma lady esperta, sentia um desconforto!
"Meu irmão, esse presento é sórdido!"
Dizia ela, sentindo um calafrio.
"Esse homem devemos expulsar!"
Mas o Lorde, fascinado pelo desconhecido,
Ignorou sua irmã e aceitou a proposta.
E daquela noite em diante, aquele reino branco, branco e azul.
Se tornou uma necrópole, negra e vermelha.
Seus moradores, sempre justos e vigilantes.
Nada mais do que ossos e cinzas.
E o que houve com o Lorde e sua família?
Diz o vento que não mais estão entre os vivos.
Que andam de preto, adornos vermelhos e dizem atraentes palavras.
Surgem a noite, com maravilhosas propostas.
Então lembre-se a noite.
De andar com cuidado.
Porque suas palavras encantam.
Enquanto os corações param.

Diários de um velho Historiador:

...E ainda me perguntam se eu "acho" que estou certo! Me chamam de louco, mas antes louco do que cego! Eu tenho as direções, só não tenho as provas! Do antigo domínio de... ...berto por pilhas e pilhas de neve! Hoje raramente se ouve algum conto do Lorde Índigo e Rubro, mas eu tenho certeza de que o próprio realmente existiu! Um carrasco impiedoso! Um líder que impunha a ordem através do medo! Um justiceiro com poder político supremo sobre seu domínio! Eu sempre procurei entre linhas, querendo descobrir se há uma mensagem que indique a posição geográfica desse local misterioso, de seu castelo, que depois virou necrópole, história HISTÓRICA! E não história para crianças ou continho de terror. Mas foram quarenta anos correndo atrás de vento... ...Já não tenho idade para ficar me metendo debaixo das pedras mais estranhas das terras mais inóspitas e distantes que consigo encontrar, longe de tudo e todos! Só espero que não esteja em um lugar tão longe ao ponto de ser longe até mesmo do olhar de Materyon! Um lugar assim eu não visitaria nem jovem! Mas a esse ponto em que estou, velho e sem nada nem ninguém...

...Finalmente progresso! Um velho parceiro de trabalho me apresentou a uma bela moça que também tem grande interesse no não-mais-nem-um-pouco-famoso-Lorde Índigo e Rubro (Quem em inferlis deu esse nome a ele e por que?!) e ela tinha alguns conhecimentos BEM interessantes. Ela tem textos antigos (FINALMENTE UMA PROVA FÍSICA) que indicam um possível "sepultamento" do Lorde pelos seus próprios familiares enquanto ele estava VIVO! ...gum tipo de intriga familiar pelo domínio? Isso é o que quero descobrir. A única coisa que me preocupa é o idioma e o conteúdo do texto. Está escrito em algo muito familiar a nossa lingua, mas com termos e frases que parecem ser únicas daquele povo. E o conteúdo, AH o conteúdo! Perturbador! Tem conteúdos ritualísticos como que algo que veio do próprio Marilis, só que não há nenhuma menção ao maldito...Apenas ao..."Glorios Ultim" ...Glorioso Fim?


...Faz tempo que não escrevo aqui...ldita garota, seja qual for se objetivo, quero que ela e sua descendência morram, assim como seu antepassados sejam atormentados no local mais grotesco e cruel de suas pós-vidas...Escrever algumas últimas palavras, pois acho que desse buraco não saio. Quando finalmente achamos um lugar que poderia ser O LUGAR, ela me apunhala pelas costas e me joga na primeira vala disponível. Meu pé está torcido, e esse sou eu sendo positivo. A dor é intensa, ainda mais se estou me movendo aqui por horas, ou mais? Já nem sei. Quero que tudo exploda. Final miserável. Não tem nada de glorioso. Escritura besta!


...Fome e sede. única companhia? UMA MALDITA CAIXA BEM DECORADA! Não sei aonde é aqui. Não vejo sol a...dias? Devo estar com algum infecção, além do pé, é claro. Ratos e morcegos matam a fome ao mesmo tempo que me matam aos poucos...Mas o mal gosto mesmo é autor dessa peça de arte única no meio de um buraco escondido em uma fossa aonde nem mesmo o sol bate. Será que aqui é o famoso lugar aonde nem Materyon vê? E daqui a pouco irão sair várias fadas conjurando brilhos e sons de comemoração por eu ter encontrado algo relevante ao que eu queria? Eu nem mais me importo. Quero que acabe. Não vou sair vivo daqui, e também não quero mais sofrer. Quanto mais tempo essa enfermidades e feridas irão demorar para me mandar para qualquer lugar menos aqui? Não quero também bater minha cabeça em uma pedra até morrer. Sou covarde. Tenho medo de morrer, e ainda mais de me matar...Mas um é garantido independente de qualquer esforço que eu fizer...


...Malditos sejam todos...
...Por que assim...
...Garota maldita...
...Maldito vestido preto...
...Maldita rosa vermelha...
...Frio, muito frio...
...Lá em cima tinha neve...
...Eu sabia, só não queria acreditar nas belas palavras dela...
...Naquilo que eu sempre quis provar ser verdade...
...Essa caixa maldita...Eu só encontrei isso perto da morte...
...Hehehaha! Mas eu quem achei, não ela! Toma essa agora, você me jogou em cima do tesouro! Eu quero apenas ver o que tem lá dentro...Será que é aquilo, ou melhor aquele que eu ac- ...

Carta de motivação ao caro Domn:
Caro Domn, eu creio que você não deve se lembrar de mim, mas eu estava ao seu lado naquela ilustre taverna, há poucas noites, na qual você...Simplesmente decidiu contar sobre seus fracassos amorosos com a Domna que você tanto cortejava depois de alguns, poucos, inúmeros, goles, digo, taças de vinho que você bebeu. Assim sendo, como eu sei praticamente de toda a história de sua vida, permita-me tentar lhe motivar a continuar tentando conquistá-la ou simplesmente tomar conhecimento de que ela tem uma forte preferência pelo seu vizinho e ir fazer algo com sua vida, até então tão vazia quanto as várias garrafas que você tomou. Eu devo começar tentando lhe passar a noção de que há pessoas que passaram por situações mais problemáticas e nem por isso estão tentando encontrar a resposta no fundo de uma taça de bebida. Devo lhe dizer que um dia fui posto em um sono profundo, de muito tempo, apenas para acordar em um local diferente de onde fui adormecido, tropeçando um velho moribundo que, em seus últimos fôlegos não queria largar um objeto importante para mim. Consegue ver uma situação tão estranha em sua mente? E se eu dizer que tive, eu ainda tenho, uma boa parte de amnésia? Oh, maravilhosos campos de flores! Eu as queimaria de raiva se tivessem me dado alguma fonte de calor! Eu me lembro de algo, mas que ainda não se juntou em muito, tão pouco metade, quanto mais um quarto ou até um oitavo! Mas a primeira coisa que vem a memória com buracos não são lembranças boas, e sim de quem você nutre grande raiva, e degolaria essa(s) pessoa(s) em primeira vista! Oh, sinto muito! Desviei do assunto! Bom, sugiro que levante esses ombros, mastigue uma flor bem cheirosa, se isso sequer vai resolver o defunto preso em sua boca, e perceba que NÃO, ela não gosta de você.
Sinceramente, o cara de vestes pretas e da flor azul
P.S: Sim, a flor é azul e não, ela não é o segredo da sua vida.
P.S II: Se eu fosse você, começaria a dar mais atenção para a florista, você tem uma chance
(Os defuntos que moram em suas bocas devem combinar um com o outro)

Descrição Física: Kzartch aparenta ser um rapaz de não mais do que 24 anos de idade. Seus cabelos são azuis, volumosos e levemente bagunçados, sendo maleável o suficiente para ser deixado à mercê da gravidade e dos ventos. Tem um rosto de aparência charmosa, de traços bem definidos e fino. Seus olhos são penetrantes, o esquerdo sendo azul enquanto o direito é vermelho sangue, geralmente escondido por um tapa olho negro. Como um vampiro, tem caninos pontudos. Possui um porte atlético por seu treinamento markan focado em agilidade, também tendo 1,94 de altura e sendo relativamente magro em proporção ao seu porte.


Seu traje normalmente fica na forma de um traje social completo, com terno, camisa branca, gravata e calças pretas e sapatos, mas devido à sua capacidade de mudar de forma, pode se transformar em mantos, capas, cachecóis e outros tipos de trajes, mas limitados às cores branco, preto e cinza. O que não faz parte do traje das sombras vivas é o tapa olho, o relógio de bolso e a rosa os quais ele traja como acessórios.


Possui uma voz charmosa, ainda mais demarcada pelo seu costuma de "cantar" suas palavras enquanto fala. Quando "alterado" ele para de cantar as palavras e elas se tornam secas, pesadas e até ameaçadoras.

Kzartch

Masculino Número de Mensagens : 2
Nome do jogador : Filippo Kezerle
Warn :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 28/03/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum